Deserto Necessário III

"Deserto Necessario"

"Deserto Necessário"

Ex 3.7 e Dt 8. 1 – 5

Continuando a série de textos sobre o deserto necessário. Após Javé optar por Hebreus, sua escolha tinha sentido pois pairava uma promessa sobre este povo que estava sendo escravizado no Egito. Logo após a saída do Egito, o povo adentra  no deserto, como já dissemos o deserto é pedagógico, não vem para destruir, pelo contrário, deserto fortalece, pois ele não significa um fim em si mesmo, mas um meio para quem deseja crescimento. O próprio Deus deseja este crescimento em nós, com este fortalecimento surge a Identidade hebraica, assim como depois de sairmos do Egito “mundo” nossa nova identidade surgirá, para honra e Glória de Jesus.

2. Deserto é lugar de aprender a obedecer Deus e o líder “Moisés”: o povo saiu confiante ou pelo menos dava indícios que estavam confiantes em Deus e no seu líder, porém no primeiro momento de adversidade eles recuperam a identidade egípcia, lembraram do Egito da comida, até dos túmulos, mas Deus queria ensinar o povo a obedecê-lo, interessante no primeiro obstáculo eles não mudaram o comportamento, mas somente demonstraram que na verdade o Egito não havia saído deles, não estavam libertos, cegos pela escravização sofrida naquele país. Mas havia uma promessa, porém existem momentos que o problema parece maior do que a promessa, não apenas parece, ocorre de fato. Isso acontece pelo simples fato de dirigirmos nossos olhares ao problema circunstancial, seja ele qual for, você já viu terremoto, furacão, tempestade durar dias? Apenas um momento, eles podem fazer um estrago grande, mas tudo poderá ser reconstruído e eles passam rapidamente. A lição que Deus queria inculcar neles era esta, obedeça seu Deus “Único Deus”, e seja fiel, obediente ao seu líder, Deus falava com Moisés e todas decisões e desígnios passava por Moisés. Deus não quebra hierarquia, até quando Deus foi falar com Samuel, quando este era criança, Deus não quebrou a hierarquia. Deus chamava o menino, mas sabia que este não entenderia, então Samuel foi até Eli, e este entendeu que era Deus chamando o menino, a situação passou por Eli. Temo quando pessoas que se dizem usadas por Deus não respeitam e nem obedecem suas lideranças, na verdade tenho dificuldade de compreender essa situação. Se estas pessoas estão vendo o homem e não obedecem, será que estes obedeceriam a Deus? Mas para isso tem deserto, para formar o caráter, lapidar o vaso seja ele quem for, é no deserto que você aprende a obedecer a Deus e seu líder, ou então  morre devido a desobediência. É melhor obedecer  do que sacrificar. Porque preferimos nos sacrificar? Não seria mais simples a obediência? O que nos leva a praticar o sacrifício? Sendo que, em contrapartida teríamos somente que obedecer, quer seja Deus ou nosso líder? Estou convicto que, toda raiz de desobediência é maligna, a bíblia diz: Rm 5.19 “Porque, como pela desobediência de um só homem, muitos foram feitos pecadores, assim pela obediência de um muitos serão feitos justos”, este fato ocorreu e precisou ser solucionado por Cristo, mas Paulo escrevendo para a Igreja de Éfeso é categórico ao afirmar que aqueles que andam segundo o curso deste mundo “Egito” são os filhos da desobediência. Ef 2.2. Não existe possibilidade de mudança no discurso, aqueles que são desobedientes  a Bíblia diz: “…que a ira do Senhor virá sobre os filhos da desobediência”. Ef 5.6b, a Bíblia também afirma que toda desobediência receberá  o justo castigo ( ou devida retribuição, Hb 2.2), e assim como os filhos de Israel que endureceram os corações outros que foram desobedientes e padeceram no deserto, a palavra de Deus diz  em Hb 4.6, que muitos não entraram no reino de Deus por causa da desobediência.

Você que finaliza de ler atentamente estas linhas, derepente passa por uma espécie de deserto, quem não passa? A diferença é como você passará por ele? Murmurando, reprovando as atitudes do próprio Deus, ou  simplesmente entregando seus anseios, medos e temores a Ele, crendo que a murmuração não vai gerar benefício, pelo contrário, trará dividendos e um tempo maior neste deserto, feliz o homem ou a mulher que entende o trabalhar de Deus e permite que o oleiro venha trabalhar no vaso, findamos com este texto de Romanos 9.20 “Mas, ó homem, quem és tu, que a Deus replicas? Porventura a coisa formada dirá ao que a formou: Por que me fizeste assim?”.

 

“O Pastor”.

Anúncios
Esse post foi publicado em Eclesiologia. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Deserto Necessário III

  1. izaura disse:

    lindo ivan , e simplesmente lindo , amei e concordo com voce, a Obediencia a Deus e ao Lider e fundamental.

Muito Obrigado pela visita "God Bless you".

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s