“O (não) de Deus, também é resposta”.

“O (não) de Deus, também é resposta”.

“O (não) de Deus, também é resposta”.

Gosto da vida, das pessoas, confesso que não gosto de apenas colocar meu ponto de vista, quero aprender a cada dia ouvir os demais, sei que não é tarefa fácil ouvir e calar para aprender, mas estou em franco desenvolvimento. Provavelmente você já ouviu falar ou leu em algum lugar algo a respeito das três respostas de Deus. Como o povo comenta não custa relembrá-los, elas são: sim, não, talvez ou aguarde. Bom até neste momento nada de anormal, agora a dificuldade está em “ouvir”, “viver” este não de Deus na pele.

Disse no princípio do texto que gosto da vida e das pessoas, mas seria possível, fácil ou  difícil, amá-las quando um não surge como resposta? Será possível amar outra pessoa que emenda um não? Será possível continuar amando, mesmo sabendo que a sentença foi dada? Fica a pergunta se você  consegue amar a pessoa mesmo com um não, meus parabéns, realmente Deus tem feito a obra na sua vida. E se você não consegue amá-lo, tem problema? O que diz a Bíblia?

Na passagem de 1Jo 4.7-14 diz: “Amados, amemo-nos uns aos outros; porque o amor é de Deus; e qualquer que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor. Nisto se manifesta o amor de Deus para conosco: que Deus enviou seu Filho unigênito ao mundo, para que por ele vivamos. Nisto está o amor, não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou a nós, e enviou seu Filho para propiciação pelos nossos pecados. Amados, se Deus assim nos amou, também nós devemos amar uns aos outros. Ninguém jamais viu a Deus; se nos amamos uns aos outros, Deus está em nós, e em nós é perfeito o seu amor. Nisto conhecemos que estamos nele, e ele em nós, pois que nos deu do seu Espírito. E vimos, e testificamos que o Pai enviou seu Filho para Salvador do mundo”.

Devemos amar com: sim, não ou talvez os homens, somente desta forma conseguiremos entender e perceber que dessa forma o amor de Deus está derramado em nossos corações. Agora quando me refiro ao nosso Deus como seria a aceitação deste não como resposta? Se não aceitamos dos homens que vemos aceitaremos de Deus? Você deve estar se perguntando o que amor do texto acima tem a ver com o não de Deus ou com reação do comportamento humano?

Quero mencionar uma passagem que mostrará tudo isso, esta no livro de Mateus 19.16-30, uma pessoa que a Biblia denomina de “o jovem rico” aproxima-se do Mestre e neste diálogo recebe um não de Deus. Porque o não de Deus nos entristece?

  1. Ponto: O não de Deus nos entristece quando, Ele fala o que não queremos ouvir; neste momento ficamos entristecidos. Quando este jovem conversa com Jesus, é perfeitamente claro que este jovem fazia o que era necessário, mas Jesus tocou num ponto frágil. Jesus diz, “…vai vende tudo o que tens e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu, então vem e segue-me”. A proposta de Jesus foi rápida, pronta, simples e eficaz. Mas foi suficiente para não alcançar aquele coração materialista.
  2. Ponto: O não de Deus nos entristece quando, apesar dos mandamentos  e tudo quanto temos feito e guardado não é suficiente para nos salvar. Aquele jovem guardava a lei, no diálogo com Jesus ele até cita os pontos fortes e alguns mandamentos, mas pensava que estava suficiente para entrar no céu. Mas a graça  que  é de graça  não é tão barata assim não; quando Jesus diz: vai e vende tudo. O que era de graça ficou caro, pois sua visão horizontal impedia a vertical.
  3. Ponto: O não de Deus nos entristece quando, a resposta de Jesus está naquilo que nós amamos ou toca aquilo que é muito importante/ especial para mim, “meus bens”. Este era o caso do jovem rico, a resposta tocou o que ele amava, o que você ama? A resposta de Jesus sempre tocará o que é importante para você, qual é o seu bem? Você é muito apegado a algo? Cuidado, Deus poderá pedir um dia.
  4. Ponto: O não de Deus nos entristece quando, ouvimos Jesus, porém não conseguimos obedece-lo. O jovem estava com Jesus, conversou com Jesus, ouviu Jesus, sabia que precisava fazer o que Jesus falou, mas infelizmente não conseguia obedecer o Mestre, e saiu triste. A tristeza bate em nosso coração devido ao não, mas esquecemos da obediência que devemos ter em Deus e cumprir o que Ele disse.
  5. Ponto: O não de Deus nos entristece, porque não conseguimos entender que não de Deus também é direção. Encerro esta reflexão dizendo que o não de Deus faz parte da direção, já imaginou se Deus nunca falasse não? Já pensou… Jesus dizendo sim para tudo que você e eu já fizemos nesta vida? Você poderá até não entender no presente momento, poderá indagar, questionar, mas enfim, saiba que o não é pedagógico, direcional e sempre será para o seu bem. Apenas confie no não de Jesus.

“O Pastor”.

Anúncios
Esse post foi publicado em Eclesiologia. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para “O (não) de Deus, também é resposta”.

  1. Iza Claudia disse:

    A Paz do Senhor! Pr. Ivan, Parabéns!!! Que Deus continue te usando como canal de benção. Que Mensagens abençoadas…

Muito Obrigado pela visita "God Bless you".

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s